24 de set de 2013

[RESENHA] A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys

Oi! Tudo bom? Hoje vou resenhar um super livro que li durante essa semana. E quando digo super livro, não estou exagerando não.

"É preciso defender o que é certo sem esperar gratidão nem recompensa, [...]"

Essa pequena frase, que está já nas primeiras páginas do livro diz muita coisa. A Vida em Tons de Cinza é narrado por Lina, 15 anos. Enquanto ela passava um dia normal em sua casa, com sua mãe e seu irmão, soldados na polícia secreta soviética (antiga NKVD) invadem sua casa e os deportam da Lituânia, que é onde eles moram. Eles são levados até a estação de trem e é aí que a história começa. A antiga URSS está invadindo Estônioa, Letônia e a Lituânia e levando as pessoas para campos de trabalho, onde sofrem maus-tratos. Lina, sua mãe e seu irmão são levados até um desses campos de trabalho, lá eles devem trabalhar arduamente para garantir seu pequeno sustento diário. Lembra do trem? Então, no vagão Lina conhece um menino, o Andrius, e em meio à toda aquela confusão, surge também um romance (saiba mais lendo o livro haha).

Mas acontece que, antes de Lina e sua família serem deportadados, ela foi aceita em uma escola artística que fica na capital da Lituânia. Lina é uma ótima desenhista e artista, e usa sua arte para tentar se comunicar com o pai, que está preso em algum distante lugar na Rússia. A história deles é muito triste, a comida é precária, muitas pessoas morrem, doenças afetam a todos, etc. A história é basicamente essa, leia a sinopse aqui. O interessante é que a autora escreveu esse livro com a ajuda de sobreviventes dessa guerra. A Vida em Tons de Cinza nos ensina, acima de tudo, que "o amor nos revela a natureza realmente milagrosa do espírito humano", como disse a autora Ruta Sepetys.

A leitura é muito fácil e rápida, acredito que seja por causa da narradora ser a própria Lina, com seus 15 anos, mas mesmo Lina sendo uma adolescente, você consegue sentir a fome e a desgraça que as pessoas viviam nesse livro.

Concluindo, o livro é MA-RA-VI-LHO-SO. Mais que indicado! Tive de favoritar no skoob! (haha)

Legal também que primeiras páginas a Editora Arqueiro colocou o desenho de um mapa super caprichado (imagem).

E aí, ficou com vontade de ler o livro? Comente!

Um comentário:

  1. Muito interessante esse livro, pelo fato de contar histórias verdadeiras. Histórias que contam os horrores do comunismo!!!

    ResponderExcluir

Comente! Comentar é uma ótima forma de incentivar os autores do blog a continuar escrevendo. É simples e rápido! Se você não tiver uma conta do Google selecione "Nome/URL" e coloque seu nome para sabermos quem você é :)